segunda-feira, 6 de junho de 2016

Abertas inscrições para Curso de Melhoramento de Gado de Corte - Geneplus


Acontece entre os dias 5 a 8 de julho, na sede da Embrapa Gado de Corte em Campo Grande (MS), a 28ª edição do Curso de Melhoramento de Gado de Corte - Geneplus.

A capacitação, destinada aos profissionais de ciências agrárias da assistência e extensão rural, técnicos, estudantes e criadores, tem como foco o melhoramento genético aplicado.

 Entre as novidades da programação deste ano, o pesquisador Antonio do Nascimento Rosa, um dos coordenadores desta edição menciona temas relacionados a avaliações comparativas entre monta natural, inseminação artificial (IA) e inseminação artificial em tempo fixo (IATF), estratégias nutricionais para o preparo de touros para comercialização e readaptação nos sistemas de produção em monta natural, e novas estratégias para minimização da ocorrência de valores genéticos negativos.

Participe!!

As vagas são limitadas (50).

O valor da inscrição é R$ 400. Acadêmicos e participantes de edições anteriores, com comprovação, pagam metade do valor. O curso é teórico e prático.

Informações: (67) 3327-6383/3042-6383 e www.embrapa.br/gado-de-corte

 A 28ª edição do Curso de Melhoramento de Gado de Corte é realizada pela Embrapa Gado de Corte e Embrapa Pantanal, Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e Programa Embrapa de Melhoramento de Gado de Corte – Geneplus, com apoio da UEMS, UFMS, UTFPR e Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária e Ambiental (Fundapam).

Informações Embrapa Gado de Corte

Fazendeiro recebe multa de R$ 7 mil por extração de aroeira

Policiais Militares Ambientais de Mundo Novo (MS) localizaram durante fiscalização no último fim de semana, crime ambiental em uma fazenda em Tacuru (MS).

Na propriedade foram encontradas derrubadas 24 árvores em uma área de 64 hectares para exploração da madeira sem autorização do órgão ambiental.

Segundo a PMA, a madeira era explorada e desdobrada em mourões estacas para uso em cerca. Foram apreendidas 90 estacas e 18 mourões de madeira da espécie angico. As atividades foram paralisadas.

O fazendeiro de 71 anos foi multado em R$ 7,2 mil e responderá por crime ambiental