quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Brasil irá exportar material genético bovino para Moçambique

O Brasil firmou no início desse ano o Certificado Zoossanitário Intercional (CZI), feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com a República de Moçambique na África. Com o documento, o Brasil passará a exportar embriões, in vitro e sêmen para o país africano.

O acordo firmado entre Brasil e Moçambique irá contribuir com a melhoria do rebanho do país 
africano, cujo rebanho bovino conta atualmente com 1,25 milhão de cabeças, com uma produção de 18,9 mil toneladas de carne e 962.320 litros de leite, de acordo com dados do Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar (MASA) de Moçambique.


De acordo com o presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), o acordo entre os países deve ser comemorado por ampliar as opções de venda do exportador de genética bovina brasileira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário