sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Manejo racional começa a se tornar tendência nas fazendas

Uma nova mentalidade está predominando nas fazendas que trabalham com a pecuária. O uso de ferrões, varas, apitos, chicotes, gritos e barulhos estão definitivamente com os dias contados no trato dispensado aos bovinos durante o manejo nas fazendas.


Nos últimos 10 anos, a tendência de oferecer bem-estar ao animal vem ganhando força e já representa um ganho de lucratividade de até 10% aos produtores.

De acordo com especialistas, a técnica tradicionalmente adotada representa um dos maiores problemas relativos à produção de carne: o comprometimento da qualidade do produto, que ocorre de duas maneiras. A primeira está relacionada a lesões físicas sofridas pelo animal por agressão direta e a segunda está associada a situações de estresse a que o gado é submetido.


Os cortes e hematomas, além de desvalorizarem a carne na indústria, representam perdas quantitativas para o criador, já que a parte lesionada é retirada por ser considerada imprópria para consumo.


Espera-se que os produtores de gado e funcionários de fazenda coloquem em prática a nova modalidade do manejo, pois assim, vários benefícios serão vistos à médio prazo.

Por Bárbara Ferragini
Com informações Campo News

Nenhum comentário:

Postar um comentário